Sabias que estamos na melhor altura para comprar casa e para transferir o crédito à habitação?

À partida poderá parecer estranho que em altura de pandemia, e no clima de incerteza que vivemos, esta seja a melhor altura para comprar casa ou mesmo transferir o seu crédito à habitação para outro banco. Mas a verdade é que há cerca de 10 anos que não vivíamos uma altura tão propícia para este efeito.  

Apesar desta altura complexa e de muitas incertezas, os bancos continuam a conceder crédito, até porque têm nesta fase que aumentar as respetivas carteiras. É uma altura muito concorrencial para o sector bancário, e por isso, contrariando algumas previsões feitas há uns anos, assistimos a uma competição de spreads mais baixos.

Enquanto os bancos estão a competir na oferta de melhores condições no crédito habitação, são os clientes que acabam por poder beneficiar desta loucura de preços baixos.   

Para transferência de hipoteca também é uma boa altura. Não só porque os spreads estão mais baixos como também pelo facto dos bancos estarem a suportar a maior parte das despesas com essa transferência (comissões bancárias, escritura, IMT, entre outros encargos).

Vantagens do mercado atual de crédito habitação e hipotecário: 

  • Os bancos estão propensos à concessão de crédito 
  • Spreads abaixo de 1%  
  • Nas transferências de hipoteca os bancos suportam praticamente todos os custos

Hoje em dia acaba por ficar mensalmente mais barato comprar uma casa do que viver numa casa arrendada. Por um lado, devido às condições do crédito habitação, e por outro porque as rendas de casa continuam muito altas.  

Também é importante referir que a tendência do sector bancário, quando terminarem as moratórias, provavelmente vai mudar. Quando as famílias tiverem que voltar a pagar os créditos, é provável que a grande preocupação dos bancos passe a ser controlar o incumprimento, e não continuar a conceder crédito.

Para quem pensa comprar casa, é preciso salvaguardar o facto de estarmos a atravessar um momento complexo, em que muitas famílias têm os créditos pessoais e do carro em moratória, e por isso têm mais orçamento disponível no final de cada mês. Isto pode criar a ilusão de terem mais rendimento do que na realidade vão ter quando voltarem a ter que pagar as prestações dos créditos com moratórias.  

Aconselhamos que o primeiro passo seja fazer uma análise objetiva ao seu orçamento mensal, analisar os rendimentos e custos, para conseguir tomar decisões conscientes e sustentáveis.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este website usa cookies para oferecer uma melhor experiência de utilizador. Ao usar este portal, aceita todas as cookies.