O que vais fazer: um seguro de saúde ou plano de saúde?

Surge muitas vezes a dúvida. Seguro de saúde ou plano de saúde? Mas, afinal qual é a diferença entre um e outro e quais os benefícios que cada um oferece? O mais importante é que optes por ter um seguro de saúde ou plano de saúde para estares protegido e cuidar da tua saúde.

O que será melhor para ti: seguro de saúde ou plano de saúde?
O que será melhor para ti: seguro de saúde ou plano de saúde?

Menu do artigo

Seguro de saúde ou plano de saúde?

Seguro de Saúde

Um seguro de saúde é contratado com uma seguradora. Existem várias coberturas a que o segurado pode ter acesso, incluindo outros benefícios.

Pagamentos

Quando é necessário uma consulta, por exemplo, o segurado deve ir a um prestador que tem acordo com o seu seguro (a chamada rede convencionada). Assim, só é necessário pagar parte da despesa, a que não é comparticipada (copagamento), sendo o restante pago diretamente pela seguradora ao prestador do serviço.

Por exemplo, se o custo do procedimento é de 100€ e a franquia é 10%, o beneficiário paga 10€ e a seguradora paga 90€.

No entanto, é possível recorrer a consultas ou fazer exames fora da rede convencionada. O segurado é ressarcido desse valor se enviar a fatura do ato médico para a seguradora e esta procederá ao reembolso: a transferência do valor que fica a cargo do seguro de saúde.

Mas como funciona o seguro de saúde?

Quando um seguro de saúde é feito é preciso ter em atenção que tal como qualquer outro seguro tem coberturas e exclusões.

Os serviços pretendidos são uma das condicionantes na escolha do seguro de saúde. Os beneficiários podem usufruir de vantagens como o apoio ao domicílio, medicina preventiva, consultas médicas de especialidade, odontologia, próteses, parto e descontos na rede parceiros

Por isso, é importante perceber o que se pretende para que a seguradora ou um mediador de seguros, faça um seguro a pensar nas tuas necessidades.

Por exemplo, não cobre acidentes de trabalho, doenças profissionais ou, nalguns casos, as doenças pré-existentes.

Caso tenhas alguma doença deves informar para que seja encontrado o seguro ideal para ti.

Vantagens

Ao seguro de saúde podem ser adicionados outros elementos do agregado familiar e coberturas complementares.

E as despesas com o seguro de saúde são deduzidas em IRS. Para além disso:

Independência

Um seguro de saúde dá acesso a um serviço generalizado em cuidados de saúde exclusivos.

Escolha

É possível escolher um atendimento no Serviço Nacional de Saúde ou no Privado.

Reembolso

Basta enviar o recibo da despesa de saúde para a seguradora.

Apoio

Linha de atendimento 24h com técnicos especializados.

Rapidez

Marcação de consultas mais rápida na Rede de Saúde Privada face ao Serviço Nacional de Saúde.

Poupança

As coberturas do seguro são uma poupança financeira para o beneficiário.

Desvantagens

Alguns seguros estão dependentes do período de carência. Este corresponde ao tempo entre a subscrição e a altura em que podes começar a usufruir do seguro (ou seja de algumas coberturas, como por exemplo, hospitalização e certos exames). Pode variar entre 3 a 12 meses.

Assim, como é preciso ter em atenção aos plafons (limite máximo para cada cobertura), o número de consultas a que pode aceder por ano e o facto de os seguros de saúde se tornarem mais caros à medida que envelhecemos.

Para algumas situações como uma operação ou hospitalização pode ser necessário pedir ao segurador, uma pré-autorização.

Plano de Saúde

Um plano de saúde é feito por empresas ou organizações específicas, como seguradoras, instituições financeiras, associações profissionais ou empresas empregadoras.

Estas entidades negoceiam com prestadores de serviços de saúde para fornecerem serviços aos seus beneficiários a preços pré-acordados e, muitas vezes, mais baixos.

No entanto, ao contrário do seguro de saúde, com um  plano de saúde só se pode aceder à rede parceira, caso isso não aconteça não existe reembolso. O beneficiário tem de pagar na totalidade a sua consulta ou exame.

Na realidade, o plano de saúde é muitas vezes visto como um “cartão de descontos”.

Vantagens

As grandes vantagens do Plano de Saúde é que não tem limite de idade de subscrição, o historial clínico não é tido em conta, não aumenta a mensalidade ou anualidade consoante a idade e, por isso pode ser muito procurado por pessoas mais velhas ou com doenças pré-existentes.

Tal como no seguro de saúde, pode ser adicionado membros do agregado familiar. E alguns planos de saúde já incluem animais de estimação.

Não existe, também, período de carência, franquia ou plafons.

Desvantagens

Os beneficiários são incentivados a usar a rede de prestadores para obter melhores condições financeiras. Por isso, o plano de saúde é pouco abrangente. O beneficiário tem uma rede limitada de clínicas e prestadores de saúde.

Desta forma, o beneficiário fica dependente da rede. Se a rede de prestadores de serviços do plano de saúde não for ampla o suficiente ou não incluir especialidades necessárias, pode haver dificuldades em aceder aos cuidados de saúde.

O plano de saúde, também tem menor flexibilidade. Os planos de saúde geralmente têm termos e condições específicos, o que pode limitar a cobertura em certos casos ou para determinados tratamentos.

Conclusão: seguro de saúde ou plano de saúde?

Na realidade esta escolha tem de ser tua. Ambos têm vantagens e desvantagens, como reparaste, por isso, analisa a tua situação financeira e pessoal para escolher o melhor serviço.

Porque escolher um seguro de saúde em detrimento de um plano de saúde?

  • Liberdade de escolha quanto aos médicos, clínicas e hospitais;
  • Reembolso de despesas, caso não faça parte da rede convencionada;
  • Cobertura personalizável, os custos do seguro de saúde dependem das coberturas;
  • Flexibilidade geográfica, cuidados de saúde de norte a sul do país;
  • Cobertura complementar.

Porque escolher um plano de saúde em detrimento de um seguro de saúde?

  • Custos previsíveis, mensalidade fixa o que ajuda na organização das finanças pessoais;
  • Rede de prestadores estabelecida, confiável e com preços pré-acordados;
  • Processo simplificado, não existe a necessidade de solicitar reembolsos ou aguardar o reembolso de despesas médicas. O processo é mais simples e menos burocrático em comparação com um seguro de saúde.
  • Benefícios adicionais, alguns planos de saúde podem oferecer benefícios adicionais, como descontos em supermercados, serviços de bem-estar, programas de prevenção de doenças, descontos em medicamentos ou acesso a serviços de saúde mental.
Analisa bem todas as vantagens e desvantagens do seguro de saúde e plano de saúde. Depois fala com um mediador de seguros
Analisa bem todas as vantagens e desvantagens do seguro de saúde e plano de saúde. Depois fala com um mediador de seguros

O que considerar perante a indecisão

  • Avalia a tua situação financeira: Determina, através do teu orçamento, quanto podes pagar mensalmente ou anualmente por um seguro de saúde ou plano de saúde.
  • Compara os custos: Pede orçamento de um seguro de saúde e plano de saúde. Compara ambos para saber por qual optar.
  • Avalia as coberturas: Considera as tuas necessidades específicas, como consultas, exames, hospitalizações, tratamentos, entre outros.
  • Analisa a rede de prestadores: Verifica a rede de prestadores de serviços de saúde associados ao seguro de saúde ou plano de saúde. Como, por exemplo, se a rede inclui médicos, hospitais e clínicas que pretendes usar, assim como a sua proximidade geográfica.
  • Limites de cobertura: Verifica se existem limites máximos de cobertura para procedimentos, hospitalizações ou tratamentos. E se este limite é adequado para o que pensas vir a necessitar.
  • Saúde atual: Pensa na tua situação de saúde atual e considera quaisquer condições médicas preexistentes ou tratamentos em andamento. Verifica se o seguro de saúde ou plano de saúde cobre estas necessidades específicas e se existe facilidade em mudar o seguro de saúde ou plano de saúde.
  • Condições do contrato: Lê muito bem o contrato, principalmente todas as cláusulas, exclusões, períodos de carência, processos de reembolso ou qualquer outra informação relevante.
  • Mediador de seguro: Um mediador de seguro ou consultor financeiro pode ajudar-te a compreender as opções disponíveis e a tomar uma decisão informada com base na tua situação financeira ou de saúde.

Antes de optares por um seguro de saúde ou plano de saúde avalia as tuas circunstâncias e necessidades antes de decidir.

Resumo

Este artigo aborda a dificuldade na escolha entre um seguro de saúde ou plano de saúde, destacando as diferenças e benefícios de cada um.

No caso do seguro de saúde, este é contratado através de uma seguradora e permite reembolsos de despesas médicas. O segurado tem liberdade de escolha dos prestadores de serviços de saúde, onde pode aceder à rede convencionada ou não.

Quanto ao plano de saúde, este é feito através de empresas ou organizações específicas que fazem um acordo com prestadores de serviços, estando os beneficiários dependentes destes, mas com preços mais baixos.

O seguro de saúde oferece maior liberdade de escolha, cobertura personalizável e flexibilidade geográfica, mas pode envolver pagamentos iniciais e processos de reembolso. Já os planos de saúde têm custos previsíveis, rede estabelecida, processos simplificados e possíveis benefícios adicionais, mas têm restrição de escolha e dependência da rede.

Ao lidar com a indecisão entre fazer um seguro de saúde ou plano de saúde, é importante considerar vários fatores. Nomeadamente, avaliar a tua situação financeira e determinar o quanto podes pagar mensalmente ou anualmente.

A escolha entre um seguro de saúde e plano de saúde depende das necessidades individuais de cada pessoa. Avaliar as circunstâncias pessoais, financeiras e as preferências em relação à liberdade de escolha, cobertura e custos é essencial para tomar uma boa decisão.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este website usa cookies para oferecer uma melhor experiência de utilizador. Ao usar este portal, aceita todas as cookies.