Consumo consciente e a poupança

Quando fazemos um consumo consciente compreendemos que o que consumimos tem impacto na economia, na sociedade e no ambiente. Tendo em consideração a preocupação da sustentabilidade, podemos definir regras para pouparmos.

Consumo consciente
Consumo consciente

O comportamento humano tem estado a afetar o ecossistema do planeta, segundo o estudo de 2019 feito por The Intergovernmental Science-Policy Platform on Biodiversity and Ecosystem Services, um milhão dos quase 9 milhões de plantas e animais estimados podem desaparecer nos próximos anos como resultado da poluição, superexploração, destruição de habitat, disseminação de espécies invasoras em todo o mundo e, cada vez mais, mudanças climáticas.

Como mudar os nossos hábitos, poupar e ajudar o planeta?

O consumo consciente é feito individualmente. Uma pessoa informada sabe o que se passa e toma as suas decisões de compra, baseadas nos seus ideais. As pequenas mudanças, acompanhadas de uma atitude coletiva, fazem a diferença.

Lembra-te que o consumismo consciente nem sempre é uma questão de o que comprar, mas também do que precisamos comprar. Como podes ver é o básico de qualquer gestão de finanças pessoais: desejos vs necessidades.

Comprar e consumir conscientemente: o consumo consciente

A redução de custos vai notar-se a longo prazo quando o consumo consciente se tornar um hábito incluído na rotina.

Glossário do consumidor consciente

Antes de conheceres os hábitos que te ajudam a poupar é importante saberes alguns termos que fazem parte do consumo consciente e que muitos adotam:

  • Buycott: consumidores que se recusam a comprar de uma marca;
  • Positive purchasing: consumidores que apoiam determinada marca pelas suas escolhas sustentáveis;
  • Purpose: propósito da compra.

Planeamento da alimentação

Diminuição do consumo de carne

É na alimentação que existe um maior impacto financeiramente. Estou a referir-me a um planeamento alimentar que passa por uma maior organização na preparação das refeições.

O primeiro passo é diminuir o consumo de carne, principalmente carne vermelha. Parece difícil porque para muitas famílias este é o produto essencial para cada receita. Mas segue estas estratégias:

  • Um dia sem carne: Conhece o movimento segundas-feiras sem carne e encontra sugestões de receitas deliciosas, aqui;
  • Novos alimentos: o mundo dos vegetais e das leguminosas existe para além do arroz e do feijão. Aprende a fazer refeições coloridas que não utilizam carne ou peixe, como empadão de cogumelos;
  • Produtos da época: escolhe comer os produtos da época, pois são mais baratos em relação aos outros vegetais ou frutas;
  • Mercado local: visita o mercado e analisa os preços. Pode compensar mais do que ir ao supermercado comprar a fruta e legumes;
  • Planear as refeições: Escolhe um dia para preparar as refeições da semana, por exemplo ao fim-de-semana.

As famílias portuguesas fizeram 55% dos gastos em carne, no ano de 2020 ou seja, gastaram 222 biliões de euros em carne.

Conhece mais sobre o consumo de carne aqui.

Convite: Faz as contas ao que gastas por mês em carne.

Consumo de leite e soja

As mudanças devem ser feitas de modo gradual. Não precisas de deixar de consumir determinados produtos como o leite ou a soja, mas se optares por não consumir, existem vários produtos que vais deixar de comprar.

O leite e os iogurtes, são gastos que pesam bastante no orçamento familiar, principalmente com o aumento dos preços.

Podes variar no consumo do leite, e optar por, amêndoa, coco ou aveia. Algumas destas opções são possíveis de se fazer em casa. Só tens de analisar se compensa comprar os ingredientes.

Experimenta: Leite de aveia na Bimby.

Evita desperdiçar alimentos

Uma das prioridades de um consumista consciente é só comprar aquilo que precisa, sem deixar que alimentos se estraguem em casa no frigorífico ou fiquem esquecidos na despensa.

Comprar só o que precisamos é um passo para a poupança.

Reflexão: Quantos produtos compras por impulso quando vais ao supermercado e que nem tens o hábito de consumir? Ou quantas caixas de iogurtes compras que ficam no frigorífico até passar de validade?

O que nos rodeia em casa

É fácil acumular coisas mesmo com pouco dinheiro.

Ser minimalista é dizer adeus à moda.

Reciclar, Upcycling e comprar em segunda mão

De maneira a poupar dinheiro podes reciclar, dar uma nova vida a objetos ou, por exemplo, a roupa.

Aproveita os produtos que estão em boa condição e não deites dinheiro fora quando podes recuperar ou vender em segunda mão.

Reciclar, upcycling e comprar em segunda mão são três opções viáveis de poupar e de um consumo consciente.

Pesquisa as empresas onde mais compras para perceber a sua missão e valores, pois podes não te identificar.

Projeto: já pensaste em remodelar a casa de banho? Conhece estas dicas.

Hábitos conscientes

Podes fazer muito mais para além da alimentação e de reutilização de objetos.

Viajar e alojamento

Viajar é um privilégio que muitos não conseguem alcançar. Por questões de dinheiro ou por uma decisão ecológica. Viajar de avião é deixar uma pegada carbónica. Muitas pessoas já aderiram ao movimento não-voar ou flygskam.

Se aderires a este movimento tens de procurar meios alternativos de transporte. Podes, também, procurar opções mais acessíveis. Às vezes não precisamos de viajar para muito longe para relaxar ou conhecer o mundo.

Uma outra questão é o alojamento. Se queres consumir com consciência procura alternativas, como hotéis ecológicos. Deves sempre comparar preços entre vários locais e preparar um orçamento.

Questão: Como costumas viajar?

Sabias que podes calcular a tua pegada carbónica?

Esta calculadora diz-te quanto como os teus hábitos afetam o ambiente. Experimenta.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este website usa cookies para oferecer uma melhor experiência de utilizador. Ao usar este portal, aceita todas as cookies.