Roupa velha: como comer no Natal gastando pouco

Roupa velha no Natal? Vais celebrar e poupar ao mesmo tempo. Nesta época especial desfruta do melhor que a culinária portuguesa pode oferecer.

Roupa velha é uma receita de Natal que aproveita os restos do bacalhau
Roupa velha é uma receita de Natal que aproveita os restos do bacalhau

Menu do artigo

Com o crédito habitação demasiado alto, a inflação, os custos com a alimentação a crescer e uma crise económica, não se sabe muito bem que impacto terá no próximo ano, 2024. A celebração do Natal, acaba por ser diferente, precisa de mudar e é nas prendas que muitos se vão conter.

Nunca foi fácil para os portugueses. As dificuldades financeiras estão sempre presentes, é preciso termos noção que “A taxa de risco de pobreza aumentou para 17,0% em 2022”, segundo o Instituto Nacional de Estatística.

Neste Natal não desperdices comida
Neste Natal não desperdices comida

A tradição do Natal

No dia 24 de dezembro, dia de véspera de Natal, os portugueses têm na sua mesa pratos como bacalhau e o peru assado, mas outras carnes já são utilizadas para que as famílias consigam poupar.

Na Beira Interior, por exemplo, opta-se pelo polvo, pescada frita ou congo frito. No Algarve a galinha de cabidela e nos Açores a canja de galinha, morcela com batata ou torresmos.

Cada região tem a sua tradição e é por isso que a nossa cultura é muito rica. Um Natal em conta pode ser inspirado nestas refeições.

Não podemos esquecer o bolo de rei com frutas cristalizadas e os tradicionais bolos fritos.

Depois da meia-noite ou na manhã seguinte, consoante cada família, trocam-se as prendas.

O que é Roupa Velha?

É a alimentação que este ano tem mais prioridade relativamente à decoração de Natal ou prendas.

Mas mesmo que sacrifiques algumas coisas, não deixa de ser uma altura de festa e alegrias.

Roupa velha é reaproveitar sobras. E quando reaproveitas, tornas a comida ainda mais deliciosa. É que conforme as refeições que fizeres, podes voltar a fazer outra refeição com os restos.

Truque com a alimentação: aproveitar sobras

Para poupar na alimentação é importante que saibas quantas pessoas vais receber e que refeições vais fazer.

E tens esta ferramenta, da Love food hate waste, que te ajuda a escolher as porções para não teres desperdício alimentar.

Roupa velha

A refeição de bacalhau da ceia de Natal, com as sobras, ou seja, com o bacalhau, batata e couve, podes fazer o que se chama de “roupa velha”. É uma receita típica do Minho e que ainda hoje é muito consumida pelas famílias.

Em algumas casas é considerada como uma salada quente e entrada que antecede ao prato principal, de peru ou cabrito.

Arroz de Pato ou Peru

Utiliza as sobras de pato ou peru para fazer um empadão de arroz.

É só juntar ao arroz cozido a carne e vegetais. Depois de envolver com ovo, podes colocar queijo por cima e levar ao forno. É um prato reconfortante e simples, com um toque de classe.

Bacalhau à Brás ou Gomes de Sá

Transforme as sobras de bacalhau cozido em pratos tradicionais como Bacalhau à Brás (com batatas fritas e ovos mexidos) ou Bacalhau à Gomes de Sá (com batatas, cebolas e ovos).

Açorda de Marisco ou Bacalhau

Se houver sobras de pão, faz uma deliciosa açorda. Pode ser uma açorda de marisco, utilizando sobras de marisco, ou uma açorda de bacalhau.

Broas de Mel

Se sobrar mel e frutos secos, experimenta fazer broas de mel. São bolos tradicionais consumidos durante a época natalícia ao lanche, por exemplo, acompanhados de chá ou leite.

Rabanadas Recheadas

Em vez de simplesmente fazeres rabanadas, corta-as ao meio e recheia com doces de Natal, como doce de ovos ou frutas cristalizadas.

Arroz Doce

Transforma o arroz doce adicionando sabores diferentes. Por exemplo, adiciona frutas cristalizadas, frutas secas ou especiarias como canela e noz-moscada.

Caldo Verde

Se sobrarem couves de caldo verde, usa-as para fazer caldo verde, adicionando restos de chouriço ou carne de porco.

Pudim de Natal

Transforma as sobras de frutas secas, frutas cristalizadas e frutos secos num pudim de Natal. Adiciona um toque de vinho do Porto para um sabor autêntico.

Bifanas ou Prego no Pão

Se houver sobras de carne assada, como porco ou bife, faz bifanas ou pregos no pão. Adiciona pimenta, mostarda ou molho de piri-piri para um toque picante.

Tábua de Queijo

Utiliza sobras de queijos para servir uma tábua de queijo. Serve com frutas, nozes e compotas para acompanhar.

Tortas ou Quiches

Usa os restos de legumes assados, carne e queijos para fazer tortas salgadas ou quiches. Basta adicionar ovos batidos e assar.

Omeletes ou Frittatas

Mistura os restos de legumes, queijos e carne com ovo e salsa e faz omeletes ou frittatas. É uma opção deliciosa para o pequeno-almoço ou almoço.

Conclusão

Fazer refeições com os restos da comida da consoada não só reduz o desperdício, mas também resulta em pratos deliciosos, inovadores e, especialmente, em poupança.

A culinária portuguesa é muito diversificada e oferece muitas opções para transformar os restos de Natal em pratos deliciosos e autênticos.

Seja qual for o teu planeamento podes ter um Natal em conta, sem perder a classe e com muita tradição.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este website usa cookies para oferecer uma melhor experiência de utilizador. Ao usar este portal, aceita todas as cookies.