Mealheiro da poupança: começar a poupar aos cinco anos

Aprender a poupar é uma capacidade valiosa e as crianças devem começar a fazê-lo a partir dos 5 anos. Ter um mealheiro da poupança ensina que o dinheiro é usado para comprar coisas.

O mealheiro da poupança é um bom método para ensinar a poupar e o conceitos básicos de finanças pessoais
O mealheiro da poupança é um bom método para ensinar a poupar e o conceitos básicos de finanças pessoais

Menu do artigo

O mealheiro da poupança

Começar a poupar aos 5 anos

Quando a criança demonstra compreensão básica do que é o dinheiro e começa a aprender os números é a altura ideal para lhe oferecer um mealheiro.

Diria até que será mais motivante levá-la à loja para que possa escolher o seu mealheiro. Hoje encontramos vários estilos que se afastam do tradicional porquinho, desde latas, frascos transparentes, a figuras icónicas de desenhos animados e outros animais.

Todas as crianças gostam de ter no seu quarto objetos com os quais se identificam.

Com o mealheiro da poupança, está na hora de ensinar a criança a poupar e podes fazê-lo seguindo estes passos:

1. Valor do dinheiro

A melhor forma de mostrar o valor do dinheiro é durante as compras. No supermercado, por exemplo, ir explicando os vários preços em que um produto pequeno custa menos do que o maior.

Ou em relação à roupa em que às vezes é preciso optar pelo casaco mais barato, porque assim será possível utilizar o resto do dinheiro num acessório.

Explicar porque não se pode comprar determinado brinquedo e passar a mensagem que naquele momento para a família é mais importante gastarem o dinheiro na comida.

Desta forma, o objetivo é ensinar que o dinheiro é valioso, precisa de ser usado com sabedoria porque desaparece rápido.

A criança começa a perceber o valor do dinheiro aos cinco anos
A criança começa a perceber o valor do dinheiro aos cinco anos
As crianças e os brinquedos

Para uma criança de cinco anos que quer um brinquedo é difícil dizer-lhe que não o pode ter. Por isso, o mealheiro é uma boa estratégia.

Quando se quer muito uma coisa, ensinar a ter paciência e a juntar o dinheiro para a compra é o método mais rápido para explicar o valor do dinheiro.

De forma a juntar o seu dinheiro no mealheiro da poupança a criança precisa da ajuda dos pais que lhe vão:

  • Ensinar a ter paciência: É preciso olhar para o preço do brinquedo e analisar quanto tempo demora a juntar o dinheiro. A criança aos 5 anos não se apercebe, mas já está a aprender sobre metas financeiras. São os objetivos a que nos propomos para obter ou fazer algo;
  • Dar uma Mesada: De forma regular os pais vão dar uma mesada à criança para que esta coloque no mealheiro da poupança. Esta quantia será para o brinquedo e por isso, pode ser dada todos os dias, por exemplo 1€. Ensina a colocar de parte o dinheiro.
  • Motivar a criança: Ter esperar um mês para ter o brinquedo pode desanimar, por isso, cabe aos pais manter a criança motivada. Podem todos os dias ver o mealheiro da poupança a crescer. Ou incentivar, por exemplo, a fazer atividades que a ajudem a ganhar mais dinheiro.
  • Elogiar o empenho da criança: As crianças gostam de ser elogiadas pelas suas ações. É bom dar os parabéns pela sua paciência, crescimento do mealheiro e realçar que agora tem mais dinheiro do que a semana anterior.
  • Dar o exemplo: Os pais também podem mostrar o seu mealheiro e dizer ao filho/ à filha para o que estão a poupar. As crianças aprendem pelo exemplo, principalmente pelo que veem os pais a fazerem.
  • Conversar com a criança: É muito importante conversar para que comece a ganhar o hábito de poupar. Assim, a criança valoriza mais o brinquedo, não por ser um sacrifício poupar, mas pelas vantagens que a poupança oferece. Ter primeiro o mais importante (comida e passeios) e só depois o seu desejo.

2. Recompensas e incentivos

Durante a poupança os pais podem dar recompensas para incentivar a poupança. Por exemplo, quando a criança atinge uma meta financeira pode receber um chocolate ou mais moedas para colocar no mealheiro da poupança.

Os pais podem incentivar a criança a doar brinquedos com os quais já não brinque. Explicar que, ao dar ou trocar os seus brinquedos, pode poupar dinheiro ao mesmo tempo que ajuda outras crianças.

Esta prática mostra à criança que os seus brinquedos têm valor para os outros, mesmo que para ela já não, porque já não brinca com elas, levando-a a compreender que nem tudo precisa ser guardado ou comprado novo.

3. Brincar à poupança

Brincar à poupança incentiva a criança a aprender
Brincar à poupança incentiva a criança a aprender

Existem imensos jogos divertidos para ensinar a poupar:

Jogos de tabuleiro

Existem jogos de tabuleiro projetados especificamente para ensinar conceitos financeiros às crianças, como a importância de economizar e tomar decisões financeiras inteligentes.

O Jogo da Vida (idade recomendada 8 anos) ou Monopoly Junior são jogos que oferecem uma maneira interativa e divertida de ensinar sobre poupança e gestão das finanças pessoais.

Supermercado em casa

Em casa os pais podem criar um supermercado, onde a criança tenha a possibilidade de fingir ser um vendedor ou cliente. A criança pode usar notas e moedas de brinquedo para simular transações de compra e venda ou utilizar dinheiro verdadeiro para conhecer as notas e moedas.

Durante o jogo, os pais podem incentivar a criança a poupar parte do dinheiro que ganha como “lucro” e a definir metas de poupança para itens específicos.

Caça ao tesouro

Num fim-de-semana é divertido criar uma caça ao tesouro em casa, onde a criança tem de encontrar notas e moedas escondidas em diferentes locais.

A ideia é que a criança possa colocar no seu mealheiro da poupança o tesouro que encontrou.

Pretende-se que a criança associe o dinheiro a um tesouro, bem precioso. Depois de o jogo terminar é engraçado brincarem aos piratas ou ver um filme de animação.

Brincar à poupança com brinquedos

Com brinquedos (barbies, super heróis…) que enfrentam desafios financeiros, a criança deve ajudá-los a ultrapassar esses obstáculos. Por exemplo, a Barbie que só compra roupa e fica sem dinheiro no final do mês. O Batman que precisa poupar para fazer a manutenção do seu batmobile.

Aprender sobre a importância de poupar dinheiro é uma atividade criativa que permite à criança divertir-se, envolver-se ativamente e observar situações onde a poupança desempenha um papel crucial.

4. Caderno de apontamentos

Registar o dinheiro que entra e sai do mealheiro da poupança, ajuda a criança a ser mais organizada
Registar o dinheiro que entra e sai do mealheiro da poupança, ajuda a criança a ser mais organizada

Oferecer à criança um caderno de apontamentos ajuda a que depois seja mais fácil, em adulta, fazer o orçamento mensal.

O objetivo é que possa apontar sempre que coloca dinheiro no mealheiro da poupança, quanto e quando retira ou escrever os seus objetivos financeiros.

Esta atividade incentiva a desenvolver habilidades de organização e também permite que a criança acompanhe seu próprio progresso.

5. Os três mealheiros da poupança

É recomendado ter três mealheiros da poupança cada um com um objetivo diferente:

  • Mealheiro para os gastos a curto prazo

O primeiro mealheiro é destinado aos gastos imediatos. No caso de uma criança de 5 anos será brinquedos, doces e brincadeiras. Mas quando já tiver 7 anos poderá ser para utilizar na escola.

A criança aprende sobre o valor do dinheiro e a tomar decisões sobre como gastá-lo de forma responsável.

  • Mealheiro da poupança a longo prazo

As crianças devem ser incentivadas a colocar uma parte do dinheiro que recebem no mealheiro do longo prazo para alcançar metas específicas, como comprar um brinquedo mais caro, juntar dinheiro para uma viagem ou para futuros gastos.

Ajuda a que desenvolva o hábito de poupar dinheiro e a ser paciente para alcançar objetivos financeiros que exigem mais dedicação e esforço.

  • Mealheiro para doar

Incentiva-se a criança a colocar uma parte do dinheiro que recebe neste mealheiro para ajudar os outros ou apoiar causas com as quais se identifiquem. Ajudar, por exemplo, alguém que conheçam.

O dinheiro não é só para uso próprio é importante, também, saber partilhar e contribuir para a comunidade, desenvolvendo sentido de responsabilidade social.

Relembra o artigo “Os três mealheiros da poupança”, escrito em agosto de 2022, aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este website usa cookies para oferecer uma melhor experiência de utilizador. Ao usar este portal, aceita todas as cookies.