Como alcançar a liberdade financeira

A liberdade financeira é viver sem medo de ficar sem dinheiro. É não esperar todos os meses pelo salário para pagar despesas, dívidas e ter de sobreviver com os restos para fazer compras.

É ter poupanças, investimentos e património. É assegurar um futuro feliz e confortável, onde não dependes de ninguém para manteres o teu estilo de vida.

Quando o teu património excede as tuas despesas é porque alcançaste a liberdade financeira.

Como alcançar a liberdade financeira
Como alcançar a liberdade financeira

Conheces os princípios base para alcançar a liberdade financeira? É o que te vou explicar de seguida.

Não te esqueças de que a determinação é fundamental e leva-nos muito longe.

1. Gestão e organização das nossas finanças pessoais

Para conseguires a liberdade financeira que tanto desejas, deves começar por pensar que quantidade de dinheiro queres alcançar.

De quanto dinheiro precisas para realizar os teus sonhos? Apontar um número no papel é importante para visualizar e definir o teu plano para o atingir.

Claro que para isso tens que analisar o básico dos básicos. Quanto é que ganhas? Tens um fundo de emergência? Quanto gastas por mês?

E, se for o teu caso, tens de apontar as tuas dívidas: habitação, carro, cartão de crédito e outras, caso existam.

Livra-te primeiro das dívidas:

  • Método snowball

Este método, popularizado pelo escritor Dave Ramsey, indica que deves dar prioridade às dívidas mais pequenas, independentemente dos juros. Depois de uma dívida paga, o objetivo será continuar, pagando a próxima o mais rápido possível.

O método só deve ser colocado em prática se:

  • Tiveres fundo de emergência;
  • Não contraires mais dívidas;
  • Conseguires reajustar os teus hábitos de consumo.

Encontra a liberdade financeira:

Quando tiveres um plano para pagares as tuas dívidas e depois de analisares a tua vida financeira, de construíres três fundos de emergência (3 a 6 meses, 12 meses e estares protegido através de seguros), podes começar a poupar com o intuito de investir.

2. Comportamentos: hábitos financeiros

Os hábitos financeiros são muito importantes, porque é através deles que conseguimos estar focados o suficiente para avançar com os nossos sonhos.

Bons hábitos financeiros são:

  • Gastas o essencial: Defines quanto gastas nas tuas despesas essenciais e não essenciais. Não tens hábitos de consumo que te venham a prejudicar no futuro porque sabes o que queres;
  • Orçamento Mensal: Elaboras orçamentos mensais para saberes onde gastas e no quê, por isso nunca perdes o rumo ao teu dinheiro. Estabeleces quanto gastar em compras de supermercado, em beleza e saúde e em diversão. Na tua tabela tens sempre despesas fixas e variáveis;
  • Serviços: Sabes o que é essencial para ti e fazes as melhores escolhas que te permitirão poupar dinheiro. Carro ou transportes públicos para te deslocares? Comer a tua comida (marmita) ou ir comer fora? Subscrição de serviços de streaming?
  • Bonus/Benefícios Fiscais: Sempre que recebes bonus, subsídio de férias ou de natal, ou benefícios fiscais colocas esse dinheiro nas tuas poupanças ou investes;
  • Metas e objetivos: Defines metas e objetivos para o teu dinheiro e cumpres para que o teu dinheiro cresça;
  • Compras com preços elevados:  Analisas o teu orçamento, fazes contas e refletes antes de fazer uma compra com preços elevados porque te pode levar ao endividamento e/ou a destruir tudo o que construíste até agora.

3. Objetivos financeiros

Sem objetivos financeiros não saberás responder ao porquê de teres vontade de alcançar a liberdade financeira.

Os objetivos financeiros tipicamente são para encontrarmos a estabilidade económica, para comprar casa ou carro, mas também, podem ajudar-nos a alcançar metas de curto prazo, por exemplo, umas férias.

Existem vários tipos de objetivos:

  • Curto prazo: para alcançar em pelo menos um ano (comprar um computador novo, férias…);
  • Médio prazo: para alcançar em cinco anos (carro, dívidas…);
  • Longo prazo: mais de cinco anos (casa, educação, reforma…).

Se queres alcançar a liberdade financeira, estamos a falar de um objetivo de longo prazo.

Os objetivos financeiros representam comprometimento. Estabelece os teus objetivos, as tuas motivações e sê positivo. Quando tens uma visão geral do que queres é mais fácil avançar sem medo.

Definir um objetivo financeiro significa que vais:

  • Poupar;
  • Gastar;
  • Ganhar;
  • Investir.

Estás sempre a tempo de rever os teus objetivos e os orçamentos mensais que fazes vão ajudar-te a traçar o teu progresso.

As finanças de cada pessoa são únicas. Ninguém tem as mesmas despesas, por isso precisas de um plano para ti e não “imitar” o que outra pessoa que conheças já fez para alcançar o seu sucesso financeiro.

Procura os melhores investimentos para as tuas poupanças e investe regularmente nas mesmas. Independentemente do teu salário, não é a quantidade que conta, mas sim, a consistência.

 

Não te esqueças da importância que tem o teu trabalho para o crescimento do teu dinheiro, no desenvolvimento das tuas capacidades e objetivos pessoais. O teu trabalho não deve interferir com a gestão das tuas finanças, deve ajudar-te a melhorar e a evoluir.

5. Alcançar a liberdade financeira

Se chegaste até aqui e seguires todos os conselhos vais conseguir alcançar a liberdade financeira.

Por isso, resumindo:

  • Como está a tua situação financeira?
  • Controla as tuas despesas fixas e variáveis com um orçamento mensal;
  • Livra-te das dívidas com o método snowball;
  • Constrói o teu fundo de emergência;
  • Estabelece na tua vida hábitos que te vão ajudar a alcançar o sucesso;
  • Define os teus objetivos financeiros;
  • Investe no teu futuro.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este website usa cookies para oferecer uma melhor experiência de utilizador. Ao usar este portal, aceita todas as cookies.