MIBEL: o ajuste na fatura da eletricidade

O Mecanismo de ajuste MIBEL surge para dar resposta ao aumento dos preços praticados pelos produtores de energia. O consumidor final paga este ajuste à entidade com quem tem contrato.

Ajuste MIBEL. Como vai ficar a fatura da eletricidade?
Ajuste MIBEL. Como vai ficar a fatura da eletricidade?

Podemos dizer que não vamos começar bem o ano que aí vem, 2023 será um ano de desafios. Todos os dias somos alvos de notícias más, com a subida das taxas. A crise económica veio, sem dúvida, para ficar.

No entanto, traz mais incertezas do que certezas. Como em todas as crises, conhece-as aqui.

Apesar de ouvirmos, constantemente, que o valor da eletricidade ia subir, essa situação acabou por não acontecer.

A fatura tem estado, relativamente, baixa e acessível. No entanto, era uma situação que sabíamos ser temporária.

O que é o ajuste MIBEL?

A MIBEL é a fixação dos preços no Mercado Ibérico de Eletricidade (MIBEL) e entrou em vigor a 14 de junho.

A medida aprovada pela Comissão Europeia (CE), do Mecanismo Ibérico, vigorará até 31 de maio de 2023, englobando o período de maior consumo de eletricidade (outono e inverno).

Esta taxa pretende limitar a escalada dos preços da eletricidade. O mecanismo fixa o preço de referência do gás natural, destinado à produção de eletricidade, em 40 EUR/MWh (euros por MWh), nos primeiros seis meses (subindo em cada mês posterior em 5 EUR/MWh).

O que corresponde a uma média de 48,75 euros por megawatt-hora, para o gás natural utilizado nas centrais termoelétricas para produção de eletricidade.

Ou seja, o Governo aprovou que as empresas possam cobrar mais aos seus clientes pela utilização da eletricidade. Estamos a falar do custo do ajustamento, que representa a diferença entre o preço de referência e o preço real.

Infelizmente, com o ajuste MIBEL, vais acabar por pagar por duas vezes.

Consequências do ajuste MIBEL

O ajuste MIBEL vai aumentar o valor da tua fatura, porque duplica o valor do kWh.

Por exemplo, permite aos produtores cobrar em linha com os seus custos de produção que, como vimos acima é até 48 cêntimos por KWh, são mais de 30 cêntimos de diferença que podem vir a ser cobrados! O valor extra não é fixo, variando todos os meses.

Os consumidores ao pagar o custo do ajustamento das empresas que comercializam eletricidade não sabem, previamente, quanto será este ajuste a cada mês. O preço tanto pode estar baixo, como alto, influenciando assim, o preço da fatura.

Como tudo é uma incógnita, mas aprovado por lei, nunca saberás o que vais pagar por mês.

O que fazer?

Para quem é cliente da GALP, a IBERDROLA e outras empresas mais pequenas, estão, neste momento, a aplicar o mecanismo de ajuste MIBEL.

A EDP informou os clientes que vai aplicar o ajuste MIBEL a partir de Janeiro de 2023, aumentando em cerca de 3%, em média, o valor da fatura da eletricidade dos clientes residenciais.

Segundo a DECO, estamos a falar de mais 9 a 15 euros por mês.

Mercado regulado e empresas sem ajuste MIBEL

Podes evitar o ajuste MIBEL optando pelo mercado regularizado ou por uma empresa que ainda não esteja a cobrar o Mecanismo. Caso, por exemplo, da Goldenergy.

Antes de assinar qualquer contrato ou mudares de empresa, verifica as condições. Nomeadamente se ficas fidelizado, ou se estás sujeito a penalidades, em caso de rescisão antecipada.

Analisa a tua situação

Está na hora de pegar na máquina calculadora ou de aproveitar os simuladores disponíveis em alguns sites. No entanto, mesmo que faças algumas contas, sem saber o valor do mecanismo, não vais conseguir descobrir o aumento.

Mas podes ter em atenção duas coisas: a potência contratada e quanto é que cada empresa está a cobrar por kwh.

Todas as empresas, estão, neste momento, a fazer preços competitivos:

  • SU Eletricidade: 16 cêntimos por kwh sem MIBEL;
  • Goldenergy: 14 cêntimos por kwh sem MIBEL;
  • Endesa: 7 cêntimos por kwh com subida da potência contratada e com o ajuste MIBEL;
  • EDP: 10 cêntimos por kwh com subida da potência contratada e com o ajuste MIBEL.

Caso EDP

Eletricidade (Potência 10,35 kVA | Opção Simples)

Preço sem desconto

a aplicar a partir de 01.01.2023

Energia

0.1068 €/kWh

– Dos quais Energia e Estrutura Comercial

0.2507 €/kWh

Potência

0.5532 €/dia

– Dos quais Energia e Estrutura Comercial

0.2817 €/dia

Este foi o quadro enviado aos clientes com a explicação da mudança de preço a partir de Janeiro de 2023.

Esta tabela tem criado algumas dúvidas por ser confusa. Podes ler sobre a troca de informação que suscitou entre pessoas, neste fórum ou ouvir a explicação do jornalista Pedro Andersson.

Portanto o valor “desceu” de 0.15 para 0.10 + MIBEL (que é agora de 4cts, mas pode chegar aos 19cts e até aos 25cts no máximo possível por lei.

Simuladores

Podes, aproveitando alguns dados já disponibilizados tirar as tuas próprias conclusões.

A ERSE (Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos) tem no seu site um simulador de preços e um simulador de potência contratada.

Todos os gestos contam para poupar

  • Se tens um contador digital, acede ao portal da e-redes e verifica os consumos que realizas diariamente;
  • A melhor maneira de diminuir a incerteza do custo é consumir menos eletricidade:
    • Utilizando temporizadores;
    • Termostatos;
    • Substituir lâmpadas por led;
    • “Desenroscar lâmpadas” em candeeiros;
  • Na TV, ativar o modo económico (poupanças de 50% ou mais!)

Definir objetivos de consumo familiares, medir, informar o progresso e premiar os objetivos atingidos;

  • Escapar parcialmente à conta de eletricidade adquirindo painéis solares para autoconsumo. Existem soluções que já são viáveis atualmente, com a duplicação do preço da eletricidade, fazem ainda mais sentido:
    • 15cts khW | 2 painéis poupam ~ 30€/mês (média anual);
    • 34cts khW | 2 painéis poupam ~ 72€/mês (média anual);
    • 2 painéis a crédito a 25€/mês, sem entrada inicial (Este é um crédito que pode fazer sentido porque efectivamente reduz os custos líquidos mensais).

Consegues medir a eletricidade.

Poupa todos os dias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este website usa cookies para oferecer uma melhor experiência de utilizador. Ao usar este portal, aceita todas as cookies.