12 resoluções para preparar o próximo ano

O ano aproxima-se do fim, por isso, está na altura de preparar o próximo. Ter resoluções permite-te começar o novo ano com propósito.

Prepara as tuas resoluções financeiras para o próximo ano
Prepara as tuas resoluções financeiras para o próximo ano

Muitas resoluções fracassam todos os anos. Por isso, para que não te aconteça o mesmo, deves identificar as resoluções que te vão ajudar a melhorar a tua vida, criar um plano para que não fiquem na gaveta das ideias, alcançar o sucesso e tornar o novo ano mais próspero.

Podes estipular resoluções para todas as áreas da vida, como por exemplo, ser mais saudável, mudar de hábitos, acordar mais cedo, aprender uma nova língua ou cozinhar.

Mas quero dar-te 12 resoluções financeiras. Vê se alguma delas te interessa e, já sabes, o nosso lema é “sucesso, sucesso e muito sucesso”.

12 resoluções para preparar o próximo ano: finanças pessoais

1. Orçamento

Este ano fizeste orçamento para as tuas despesas fixas e variáveis? Se sim, estás no bom caminho. Podes continuar a fazer e a melhorar, mas se ainda não fizeste do que estás à espera?

Não vale a pena analisar as tuas despesas, olhando só para a tua conta bancária. Vais perder o rasto ao que gastas, porque não apontas o que compraste a dinheiro.

Existem muitas apps e programas que te ajudam a criar o teu orçamento e, ainda, tens a vantagem de estas analisarem e oferecerem dicas e soluções. Aproveita esta era da tecnologia para melhorar a tua vida financeira.

Tem sempre atenção se a app ou o serviço que estás a utilizar é fidedigno. Lembra-te de estar sempre em modo “Alerta Poupança Segura”. Todos os sábados, nas redes sociais Dona Poupança, partilho contigo conselhos de cibersegurança.

Conselho: Atualiza o teu orçamento uma vez por mês ou todas as semanas, não demora mais do que cinco minutos.

2. Poupar

Uma resolução muito importante é decidir quanto vais poupar todos os meses para a tua conta poupança e fundo de emergência. Estas duas poupanças não devem ser descuradas porque são as tuas salvaguardas.

Independentemente do que possas poupar, coloca esse dinheiro de lado e não o uses.

Conselho: Poupa sempre no início do mês, nunca no final.

3. Técnicas de poupança

Poupar pode ser algo fácil e intuitivo, mas existem dois problemas que te impedem de poupar: falta de hábitos e compras por impulso.

Por isso, uma boa resolução para o próximo ano, não é só poupar, mas criar hábitos de poupanças e aprender a evitar as compras por impulso.

Sugiro que dediques o próximo ano a descobrir novas formas de poupar, porque poupar, também é ser criativo.

Não te esqueças de partilhar comigo as tuas descobertas.

Conselho: Duas técnicas de poupança muito conhecidas são a 50-30-20 e “pagar-te a ti primeiro” ou seja, quando recebes o teu salário a primeira coisa a pagar é a ti próprio.

4. Comer fora

Ir ao restaurante ou ao café é muito bom, mas se for mais do que uma vez por mês, torna-se superior ao gasto feito nas compras mensais no supermercado. E, se for take-away é pior.

Provavelmente, não te dás conta que comer fora de casa está a consumir o teu salário e a impedir-te de fazer outras coisas como poupar ou gastar o dinheiro em necessidades.

Controla as saídas para comer.

Conselho: Não vais alcançar o sucesso financeiro se gastares o teu dinheiro em serviços. Cria um mindset forte para enfrentar todos os problemas.

5. Limpeza

O ano novo deve começar com uma limpeza. Nos primeiros meses organiza as tuas contas e as subscrições que tens feito. Analisa as que usas mais e menos para poderes decidir de quais desistir.

Conselho: Quando experimentares um serviço por 30 dias e decidires que não queres continuar, se não agires logo, vais esquecer-te de desistir do serviço.

6. Investir

Acho que de todas as resoluções relacionadas com finanças pessoais a mais complicada é sobre investir. Muitas pessoas querem começar a investir, lêem alguma coisa sobre o tema e depois não avançam. Desistem.

A solução é começar com quantias baixas, todos os meses, mas a primeira coisa é mesmo estudar. Não é só ler sobre investir ou investimentos. É estudar e praticar. Vais perder dinheiro no início, por isso não invistas tudo o que tens.

Por vezes, as pessoas têm o hábito de dizer que quem investe é quem tem muito dinheiro, mas não é bem assim. Descobre porquê no artigo os “7 maiores mitos financeiros”.

Conselho: Se estás a iniciar investe em produtos financeiros de longo termo.Conselho: Se estás a iniciar investe em produtos financeiros de longo termo.

7. Analisa os teus seguros

Não deixes os teus seguros parados, no próximo ano vê se ganhas mais em mudar de companhia ou se algum seguro está desatualizado e já não serve os teus propósitos.

Conselho: Algumas companhias têm tarifas diferentes e se mudares ficas só a pagar metade do preço.

8. Dívida

As dívidas são como as bolas de neve, são feitas, crescem e parece que nunca acabam.

Se as deixares estar, sem uma análise periódica da sua situação, se não poupares para as abater, então quem está a perder és tu.

O próximo ano é de mudança, aproveita para planear como podes pagar parte da dívida, por exemplo do crédito habitação ou do carro. Livra-te das dívidas.

Conselho: Ganhar controle financeiro é ter a certeza que as dívidas estão controladas e que todos os anos é abatido parte da dívida.

9. Objetivos de curto prazo

A vida é para ser vivida ao seu máximo, por isso, não te esqueças de realizar os teus sonhos, seja um casamento, umas férias no estrangeiro ou localmente, experimentar desportos ou poupar para a educação dos filhos.

Conselho: Se realista, alguns objetivos que crias para ti próprio não são alcançáveis. É importante assumir que somos responsáveis pelo nosso sucesso.

10. Não comprar pelo entusiasmo

Pensa nas compras que fizeste ao longo do ano. Foram coisas importantes para ti ou já nem te lembras do que compraste?

Uma resolução para o próximo ano começa com tomadas de decisão mais inteligentes e a pensar na tua carteira.

As compras impensadas acontecem quando decidimos passear numa superfície comercial. Depois de algum tempo a ver as montras e lojas, começamos a ver preços acessíveis, coisas que ainda não temos e quando nos apercebemos já temos nas mãos os sacos com as nossas compras.

Conselho: Vai só às superfícies comerciais quando, realmente, precisas de alguma coisa.

11. Refletir sobre as decisões a tomar

Quando decides comprar alguma coisa pensa primeiro. Analisa o teu orçamento, revê as tuas contas e repara no tempo que vais ficar em dívida.

Conselho: Compras como carros, motos que significam grandes despesas não devem ser compradas sem primeiro ter sido feito uma pesquisa de preços em vários concorrentes.

 12. Fiéis a nós próprios

No próximo ano sê fiel a ti próprio. Acredita mais em ti e nas tuas decisões. Não oiças tanto a tua família e amigos e, principalmente, não deixes que estes influenciem a tua vida financeira.

Supera os teus medos e ansiedade. Quem conhece melhor a gestão do teu dinheiro és tu.

Conselho: É o nosso estilo de vida que dita os nossos gastos. Pergunta a ti mesmo: “Como quero viver?”

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este website usa cookies para oferecer uma melhor experiência de utilizador. Ao usar este portal, aceita todas as cookies.