Recomeçar bem o ano financeiro

O que farias de diferente se pudesses voltar atrás?

Recomeçar bem o ano financeiro não é esperar pela sorte é gerir as tuas Finanças Pessoais todos os meses
Recomeçar bem o ano financeiro não é esperar pela sorte é gerir as tuas Finanças Pessoais todos os meses

Menu do artigo

Não é possível voltar atrás, mas é possível recomeçar. Todos os passos que damos são uma aprendizagem e, à medida que o tempo passa e nos vamos adaptando, percebemos que o que precisamos é continuar a trabalhar nos nossos hábitos.

Mas sabes identificar o que precisas de fazer para trabalhar na vida que queres e impedir que os medos boicotem a vida a que aspiras?

Evita a rotina de só executar tarefas e influência a mudança. Faz acontecer!

Recomeçar bem o ano financeiro

Quando um ano novo começa é a oportunidade para recomeçar com novas ideias, novos projetos, ou, simplesmente, deixar para trás erros financeiros.

São propósitos que desconhecíamos e que nos moldam. Este é o sentido único:

1. Ganhar perspetiva

Obtém uma visão geral de como estás financeiramente.

  • Quais as tuas dívidas?
  • Como são os teus hábitos de consumo?

Analisa e aponta. Sem julgamentos. Saber proporciona clareza, como uma bússola que te orienta na direção certa.

Torna-se mais fácil alinhar os teus objetivos financeiros.

2. Estabelecer metas financeiras

Com uma visão clara de como estás financeiramente, torna-se mais fácil criar o teu orçamento familiar e planear melhor os teus objetivos financeiros.

Com metas vais conseguir alcançar o que mais desejas como, por exemplo, criar o teu fundo de emergência, pagar mais rapidamente as tuas dívidas, poupar e investir.

3. Controlar as dívidas

É normal ouvires que deves começar por pagar, primeiro, as dívidas com juros elevados. Sim, deves ir amortizando sempre que possível, mas muitas vezes não é possível.

O mais importante é que não faças mais dívidas e sempre que possível considera consolidar ou renegociar para obter melhores benefícios.

Recomeçar com novos hábitos para um bom ano financeiro
Recomeçar com novos hábitos para um bom ano financeiro

4. Construir um fundo de emergência

O fundo de emergência não é só para imprevistos, é, também, para poderes começar a investir. É a tua salvaguardar para o caso de algo inesperado acontecer.

Deves ter 30% na tua conta poupança para que 15% seja para o teu fundo de emergência e plano de reforma e outros 15%, seja para investir.

5. Investir na educação financeira

Dedica algum tempo para aprender sobre investimentos, orçamento e gestão financeira.

É importante que estejas ciente das opções de investimento disponíveis para diversificar a tua carteira de investimentos, assim como saber no que queres investir. Quais os retornos, as tuas obrigações e direitos.

Lê esta história do Tio Patinhas.

6. Automatizar as tuas finanças

Recomeçar bem o ano financeiro é saber a vantagem de automatizar pagamentos automáticos para contas, nomeadamente a conta poupança, fundo de emergência e conta de investimentos.

Automatizar as transferências para contas de poupança ou investimento facilita a gestão e o esquecimento.

7. Rever e ajustar as despesas

Analisa regularmente as tuas despesas e faz os ajustes conforme necessário.

Procura maneiras de poupar nas despesas do dia a dia, como alimentação, transporte e entretenimento.

Outros artigos que te podem ajudar:

8. Monitorizar o progresso

Depois de todo o trabalho a organizar e a planear é importante rever com regularidade o teu orçamento e as tuas metas financeiras.

Faz ajustes conforme necessário e celebra as conquistas alcançadas. Recomeçar financeiramente pode levar tempo, então sê paciente e consistente nos teus esforços.

 

Consulta um profissional financeiro, pois pode ser útil. Tens orientação personalizada, tendo sempre como base a tua situação específica. Um exemplo é o plano de mentoring do Igor de Brito.

 

Amanhã é tarde demais

Aproveita o embalo do primeiro mês do ano para olhar bem para as tuas Finanças Pessoais. Recomeçar bem o ano financeiro é começar pelo básico. Analisar como estamos, perceber o que queremos da nossa vida, planear, definir objetivos financeiros, ajustar o plano sempre que necessário e monitorizar o progresso.

Pode parecer fácil, mas a desmotivação pode levar-te a desistir, a perder o foco ou a vontade. Sê ambicioso. Não deixes para amanhã a tua vida.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este website usa cookies para oferecer uma melhor experiência de utilizador. Ao usar este portal, aceita todas as cookies.