Apanhado do ano

Vamos fazer um apanhado do ano? 2023 foi um ano de emoções. Não se fala de mais nada a não ser da Inteligência Artificial e como esta vai mudar a nossa vida. De como, depois de muito trabalho, chega a recompensa, com o grande momento da entrega dos Oscars 2023, mas, também existe ainda demasiados confrontos, tristeza e problemas financeiros.

Este é o apanhado do ano 2023
Este é o apanhado do ano 2023

Menu do artigo

Estamos a ser afetados por vários confrontos mundiais. Os alimentos aumentaram de preço, levando ao aumento do custo de vida.

As casas subiram de preço e o crédito habitação tem estado imparável, deixando muitas famílias com dificuldade em pagar a prestação, a renda e/ou em último recurso tendo de abandonar o seu lar. Se precisas de um crédito habitação ou de melhorar as condições do teu atual não hesites em contactar com uma equipa profissional de intermediários de crédito.

O Orçamento de Estado para 2024 chega com o objetivo de ajudar, mas, é importante que todos nós procuremos aprender mais sobre a gestão das Finanças Pessoais para não deixarmos escapar nenhuma oportunidade.

Mas sem pressões. Vamos viajar no melhor que este ano nos trouxe?

Apanhado do ano: Os artigos que vais querer reler

Afinal, fui afetado pelo Mibel?

Começamos o ano de 2023 a pensar como o Mibel nos iria afetar. Todas as empresas de eletricidade mudaram o preçário para acomodar esta taxa que está presente nas nossas faturas da luz.

Quando escrevi o artigo sobre o tema que podes ler aqui, também não sabia as consequências que daí advinham.

Tudo depende do mercado onde tens a conta da eletricidade. No mercado regulado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) e o mercado liberalizado, onde os preços dependem do comercializador.

O que aconteceu foi que as coisas até se resolveram melhor do que o esperado, segundo Miguel Prado, no seu artigo: “Nos primeiros quatro meses do ano o preço médio no Mibel rondou os 92 euros por MWh, menos de metade do pressuposto usado pela ERSE para 2023.”

Para 2024 o preço da eletricidade, também, será uma incógnita. O importante é estares atento e procurar sempre o melhor preço. Ou renegoceia o serviço.

A minha família é a minha casa. Como a posso proteger?

Os seguros protegem quando têm as coberturas adequadas. Seja a ti, à tua família, ao teu dinheiro, à tua habitação, animal de estimação e restantes posses.

Para que isso possa acontecer deves falar com um mediador de seguros e criar um plano ajustado às tuas necessidades. Deves mais tarde rever esse plano para perceber se as coberturas continuam a ser aquelas que precisas.

É preciso, também, perceber se podes poupar. E isso só é possível quando o teu objetivo é cuidar de ti.

Neste artigo expliquei que existe diferença entre ter um seguro de vida familiar e um seguro de vida habitação. Na minha opinião, ambos devem estar seguros. Também és da mesma opinião?

Será possível vender um caro que ainda está a ser pago?

Este é o artigo mais misterioso que escrevi no ano de 2023.

Foi um caso real resolvido pela UniPeople e ajudou a Rita a vender o carro, a consolidar os seus créditos e ainda a realizar o seu projeto.

Parece impossível? Mas não foi. E se pensas que não consegues resolver a tua situação financeira, vem desmistificar as tuas ideias, com profissionais que sabem como te ajudar.

No teu tempo livre é o momento ideal para aprender
No teu tempo livre é o momento ideal para aprender

Está na altura de transferir o crédito habitação?

Se precisas de saber tim tim por tim tim porque deves fazer transferência do teu crédito habitação, estão as razões, todas explicadas, neste artigo.

E porque todas as pessoas têm situações diferentes é preciso analisar cuidadosamente um novo contrato para garantir que a transferência será realmente vantajosa.

Por isso, antes de tomar qualquer decisão, é aconselhável consultar um intermediário de crédito para avaliar a situação para perceber quais os custos e benefícios envolvidos.

O que mais gostas é de poupar, certo?

Neste apanhado do ano, não podia ficar de fora as dicas sobre poupança. É importante poupares todos os meses, mas também ganhares hábitos de poupança.

Tenho a certeza que depois de leres ou releres estes dois artigos vais poupar ainda mais. Pois, poupar só pode ser feito se decidirmos fazê-lo, evitando, por exemplo, compras compulsivas.

Ter sempre connosco uma lista quando vamos ao supermercado é essencial para não comprarmos produtos a mais. Saber quais as roupas que precisamos ajuda a que não compremos só porque gostamos de um ou outro casaco que na realidade não necessitamos. E se sabemos que o orçamento familiar está no limite não vamos fazer refeições fora de casa.

Poupar depende da nossa escolha entre gastar ou não.

São as nossas emoções que nos guiam?

Sim, está provado que sim. E se souberes como estas te influenciam podes controlar melhor as tuas ações.

Como escrevi neste artigo, “Quando construímos um mindset forte para enfrentar todos os obstáculos, as emoções negativas já não nos afetam ou aprisionam.”

Numa relação devemos falar sobre finanças?

Falar sobre finanças num relacionamento é uma prática saudável e importante. As finanças são uma parte significativa da vida quotidiana e podem afetar diretamente o bem-estar do casal. Principalmente, quando estamos a conhecer a pessoa.

Abordar o tema finanças pessoais é conhecer os objetivos financeiros da outra pessoa. É perceber se existe respeito e uma mentalidade de parceria. Cada pessoa pode ter diferentes experiências, perspetivas e prioridades financeiras. Estabelecer metas em conjunto e trabalhar para alcançá-las pode fortalecer a conexão emocional e a estabilidade financeira no relacionamento.

Por isso, escrevi sobre as Red Flags no dating. A pessoa errada pode destruir a nossa saúde financeira. É essencial conhecer os sinais de quando encontramos esse tipo de pessoa.

Conclusão

Tenho imensos artigos de que gostava de te convidar a ler ou a reler. Pensei que estes faziam sentido para os tempos que estamos a viver e que vão ajudar-te a crescer financeiramente.

Por isso, convido-te a descobrir mais artigos e mais temas no meu blog. Tenho a certeza que vais encontrar mais que fariam todo o sentido neste “apanhado do ano”.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este website usa cookies para oferecer uma melhor experiência de utilizador. Ao usar este portal, aceita todas as cookies.